sexta-feira, 29 de julho de 2011

Denúncia Grave/Reclamação: URGENTE – Tratamento Degradante em Situação Constrangedora

Denúncia Grave/Reclamação: URGENTE – Tratamento Degradante em Situação Constrangedora



Desvio de Trajeto de Ônibus Públicos. Ricos do Morumbi Não Querem Pobres no Bairro, Nem Estrutura Funcional de Transporte Público Para a Diferenciada Comunidade Carente

 
A comunidade carente do Real Parque/Morumbi como um todo, entre os tantos problemas que tem desde os contrastes sociais, vivencia agora um estranho caso vergonhoso de dezelo público, a partir de problemas com empresas de transportes que são, acreditem, propositalmente “proibidas” (as aspas são propositais) de circularem em “áreas nobres” do bairro, simplesmente porque os moradores “ricos” do bairro não querem barulho, não querem gente pobre, não querem benefícios à comunidade carente, mesmo tendo entre eles tantos empregados humildes e serviçais parcamente remunerados, desde vigias, serventes, guardas, servidores braçais, empregadas domésticas e mesmo seres humanos diferenciados que tratam muito bem seus filhos e animais domésticos de pedigree; cuidam da casa, fazem comida e colocam seus lares (de insensíveis que demonstram historicamente que são), para funcionar... Acredite, se quiser. Vergonhoso e lamentával. Presunção de impunidade? Daí o fito dessa denúncia, porque na rua que passam os ônibus/lotações Real Parque/Praça João Mendes, e, mais recentemente Shopping Morumbi/Campo Limpo, está havendo um amoral desvio proposital de trajeto de transporte público; o privado em detrimento do público e comunitário, sacrificando cidadãos contribuintes em detrimento de ricos e mesmo até em ventilado beneficio suspeito (não confirmado) de pais de alunos ricos da Escola Ursinho Branco que fica numa rua vital para o transporte público da área. Crianças, adolescentes, prejudicados; ferindo o que preceitua o próprio ECA; pessoas idosas prejudicadas (ferindo o que preceitua o Estatuto do Idoso). Não é a primeira vez que isso acontece, de vez anterior foram notificadas às autoridades, o acinte veiculado na mídia, denunciado à OAB e mesmo ao Ministério da Justiça. Parece que a burguesia do bairro não tem conhecimento de que o Brasil mudou, que o Brasil tem que ser um país rico para todos, um país bom e justo não apenas para os ricos, mas para o povo como um todo. Será que deveremos denunciar o caso a ONU, ao Ministério da Justiça, nas Redes Sociais, e mesmo fazermos passeata no bairro, movimentações, greves, cobranças legais, manifestações civilizadas de exercício de cidadania? Será que a SP-Transporte é insensível assim? Será que o Sr Prefeito sabe? Será que o sr Governador sabe? Será que a Presidenta Dilma sabe? Até onde vai a bendita falta de “simancol” dessa gente responsável por tantas históricas mazelas de riquezas impunes, riquezas injustas, e discriminando, nesse tratamento degradante, constrangedor?. Fica a minha denúncia e os meus protestos. Vamos seguir veiculando até que a justiça seja feita, que as providências com senso humanista sejam tomadas, buscando por um ético humanismo de resultados.


ATENCIOSAMENTE



Silas Correa Leite – Educador, Especialista em Educação, Escritor Premiado, Conselheiro diplomado em Direitos Humanos, Relator da ONG Transparência nas Políticas Públicas.



E-mail: poesilas@terra.com.br



Blogue premiado do uol: www.portas-lapsos.zip.net



RG 5.771.635



Fone: 9108-6352 – Res: 3726-9780



Endereço:



Av. Eliseu Almeida, 2046-Apto.32-C-



CEP: 05533-000 – São Paulo-SP







UMA VIA DESTA EM MEU PODER PARA OS DEVIDOS FINS DE DIREITO

terça-feira, 26 de julho de 2011

Manifestação comemora Dia Nacional da Rebeldia Cubana

Com a presença do presidente Raul Castro, ocorreu nesta terça-feira (26), na cidade de Ciego de Avila, em Cuba, uma manifestação em comemoração ao 58º aniversário do Assalto ao Quartel Moncada. O primeiro vice-presidente cubano, José Ramón Machado Ventura, ressaltou hoje que a unidade política do povo cubano preserva o socialismo e atualiza o modelo econômico.

No dia 26 de julho de 1953, Fidel Castro, junto com outros homens executam o assalto ao quartel Moncada, em Santiago de Cuba e ao quartel de Cespedes – na tentativa tomar as bases dos quartéis, armar a população e derrubar o governo de Fulgêncio Batista.

Machado Ventura participou do ato central em homenagem à data, com a presença de Raul Castro, de dirigentes do governo e do Partido Comunista de Cuba (PCC). Em seu discurso, afirmou que a batalha atual tem uma frente decisiva no combate cotidiano e não dá trégua contra os próprios erros e deficiências para conseguir as mudanças na economia nacional.
“Contamos com o básico para isso, que é um povo disposto e os recursos imprescindíveis em meio às limitações materiais e à adversa situação internacional”, enfatizou Ventura. Ele reconheceu que “para mudar a forma de pensar das pessoas, leva tempo e esta é a única via para alterar o modo de atuar”, disse em referência à aplicação das novas diretrizes da política econômica do Estado e da Revolução – aprovados pelo recente congresso do PCC.

Ele destacou ainda que os resultados alcançados até o momento em sua aplicação e o intenso trabalho realizado em todos os níveis pela aplicação das novas diretrizes constituem a bússola para a atualização do modelo econômico cubano.

“Este trabalho inclui a condução harmônica de esforços e ações de todos os organismos e demais instituições e a aprovação de normas jurídicas para respaldar as modificações que forem adotadas”, acrescentou. “A demonstração de patriotismo e de unidade política da imensa maioria dos cubanos para preservar o socialismo é contundente”, enfatizou.

Ventura ressaltou a entrega de terras ociosas, ainda com deficiências e demora, e deu ênfase à importância de explorar ao máximo a produção agropecuária diante da permanência do bloqueio dos Estados Unidos.
O vice-presidente afirmou que a Conferência Nacional do PCC, prevista para ser celebrada em seis meses, abordará as mudanças nos métodos e estilos de trabalho do Partido para consolidar seu papel de vanguarda da Revolução e força dirigente da sociedade e do Estado.

“O povo pode ter a segurança de que vamos em frente sem pressa, mas sem pausas, já que não se trata de improvisos, e sim de soluções a antigos problemas, com muita atenção às opiniões da sociedade”, alertou.
Em outro momento de sua intervenção, explicou que a dois séculos após a conquista da independência no continente, a Aliança Bolivariana as Américas (Alba) se fortalece. “Esta é uma é prova de quanto podemos fazer, promovendo o muito que nos une, com respeito absoluto à soberania de cada país, enquanto o avanço das forças progressistas continua”, observa.
Ao se referir à posse do presidente eleito no Peru, Ollanta Humala, afirmou que Cuba deseja êxito na aplicação de seu programa nacionalista e de maior igualdade na distribuição da riqueza.



Saudações venezuelanas



O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, enviou uma mensagem de saudação ao povo cubano pelo aniversário do “dia da rebeldia nacional em Cuba”. “Uma saudação bolivariana nesta data junto com a renovada expressão de carinho pelo povo cubano”, afirmou Chávez em mensagem lida durante o ato em homenagem à data.



Chávez lembrou que 26 de julho de 1953 constitui a “história viva na atualidade” e que 58 anos após o assalto, “a aspiração de José Martí se tornou realidade”. Destacou ainda a atitude comprometida dos cubanos nos anos seguintes com o triunfo da Revolução e mencionou a frase de Fidel Castro, na qual ressalta que “Moncada ensinou a transformar derrotas em vitórias”.



Da Redação, com informações da Prensa Latina

quarta-feira, 6 de julho de 2011

PARALIZAÇÃO NO REAL PARQUE

O REAL PARQUE VAI PARAR




NÃO PODEMOS FICAR CALADOS DIANTE DO DESCASO COM NOSSA SAÚDE, POR ISTO, DIA 08 DE JULHO DE 2011, ÀS 7:00 HORAS, ESTAREMOS CONCENTRADOS EM FRENTE AO POSTO DE SAÚDE- PARA EXIGIR A CONTRATAÇÃO URGENTE DE MÉDICOS.

VENHA TRAGA SEU APITO, SEU CARTAZ, SUAS PANELAS ETC...

VAMOS FAZER MUITO BARULHO.....E FAZER A DENÚNCIA SOBRE A FALTA DE MÉDICOS..

Pesquisar este blog